terça-feira, 10 de maio de 2011

Cesar Cielo: *O Homem mais Rápido do Mundo*


César Augusto Cielo Filho (Santa Bárbara d'Oeste, 10 de janeiro de 1987), nadador brasileiro, campeão olímpico dos 50 metros livre nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, onde também conquistou uma medalha de bronze nos 100 metros livre , campeão e recordista mundial dos 100 metros livres e campeão mundial dos 50 metros livres em Roma, em 2009

Ganhou três medalhas de ouro e uma medalha de prata nos Jogos Panamericanos de 2007, no Rio de Janeiro
Recordista mundial dos 50 e 100m livres em piscina olímpica, também detém os recordes brasileiro e sul-americano nos 4x100m livres e 4x100m medley em piscina olímpica, dos revezamentos 4x50m livres em piscina curta (25 metros) e longa (50 metros), e dos 4x200m livres em piscina curta. 
Medalha de ouro nos 50m e 100m livre do Grand Prix de Missouri/EUA 2008.
Foi considerado pela Revista Época um dos 100 brasileiros mais influentes do ano de 2009. Eleito melhor atleta ibero-americano do ano de 2009e melhor atleta da década pela revista Sport Life.
O brasileiro Cesar Cielo fez história em 2009, no 13º Mundial de Desportos Aquáticos, no Foro Itálico, em Roma (ITA). 

Cielo levou a medalha de ouro na prova mais nobre da natação, os 100 metros livre, com novo recorde mundial para a distância: 46s91 (também novas marcas sul-americana e brasileira). 
O mais rápido na distância era o australiano Eamon Sullivan, com 47s05, tempo das semifinais da Olimpíada de Pequim, de agosto de 2008. 

Em Roma, Cielo ainda bateu os seus dois principais rivais, os franceses Alain Bernard, prata com 47s12, e Frederick Bousquet, bronze com 47s25.
“Foi sensacional. Em dois anos da minha carreira, dei um salto de alguém que estava buscando alguma coisa para entrar para a história da natação brasileira.  
É a prova mais tradicional da natação mundial. 
Eu cresci vendo o Gustavo Borges (também medalhista olímpico) nadar essa prova. E agora trouxe esse ouro para o Brasil”, disse Cielo.
O brasileiro é o primeiro homem a nadar abaixo dos 47 segundos, em cronometragem oficial e válida – a marca de 46s94, de Alain Bernard, feita em abril, não foi homologada porque o maiô usado não era aprovado pela Fina. 

Cielo admitiu que havia colocado como objetivo a marca de 46s89 para a prova num dos papéis que costuma escrever e pregar nas paredes de seu quarto para o tempo desejado para a distância no Mundial.
A única medalha de ouro da natação brasileira em Mundiais tinha sido conquistada há 27 anos por Ricardo Prado, nos 400 m medley, em Guayaquil/1982. 
Com o ouro de Cielo nos 100 m livre, a prata de Felipe França nos 50 m peito e o bronze de Poliana Okimoto na maratona aquática o Brasil soma agora sete medalhas em Mundiais.
Cielo já havia entrado para a história da natação brasileira ao ser o primeiro campeão olímpico, nos 50 m livre, há um ano, no dia 16 de agosto de 2008, em Pequim. 
Também tinha levado o bronze olímpico nos 100 m livre, prova vencida por Alain Bernard na Olimpíada. Fred Bousquet é o atual detentor do recorde mundial dos 50 m livre.
O melhor tempo de reação da prova
Em Roma, Cielo fez uma prova excepcional. Teve um tempo de reação incrível (0,66) na largada, o melhor dentre todos os competidores, ao lado do também brasileiro Nicolas Oliveira, virou nos 50 m com 22s17, atrás apenas de Fred Bousquet e foi buscar a medalha no final. 
Ao bater na borda olhou o relógio e comemorou de braços erguidos procurando os brasileiros nas arquibancadas. 
Ainda na piscina abraçou o francês Bernard e já fora dela foi cumprimentado por Bousquet, que foi seu companheiro de treinos neste semestre em Auburn (EUA). 
Enquando falava com jornalistas parou para abraçar o seu técnico australiano Brett Hawke.
Nas semifinais dos 100 m livre, Cesar Cielo fez o segundo melhor tempo na classificação, com 47s48. Nas eliminatórias, foram disputadas 22 séries dos 100 m livre e Cielo fez o oitavo melhor tempo, com 47s98. 
O brasileiro já havia quebrado o recorde sul-americano da distância no Mundial de Roma duas vezes, no primeiro dia de disputas, quando abriu o revezamento 4×100 m livre, nas eliminatórias, com 47s39, e na final, com 47s09. A marca anterior era de 47s60, feita no Troféu Maria Lenk, em maio/2009.
Por Rodolfo Nakamura
Com informações da Assessoria de Imprensa
de César Cielo

Fonte:
 *Wikipédia

 Parabéns para o Homem Mais Rápido do Mundo: CESAR CIELO...
Que além de tudo isso, ainda é dono de uma beleeeza, nas horas vagas
bem que ele poderia tentar uma carreira de Modelo também, 
Concordam?!? rs

Sou fã!

Sigam-me no twitter:
@andreh_carvalho

Obrigado pelos + de 85 mil acessos!

Andreh Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário